23 de maio de 2015

Resenha: Quem é você, Alasca?

Hey hey People! tudo bom com vocês? vamos fazer um sábado literário com resenha ? Sim, claro que vamos. O livro de hoje é um mimo, terceiro integrante da minha coleção do tio Green, e em breve pretendo completar a coleção, e trazer resenha de todos os livros dele pra vocês, porque ele é simplesmente um gênio! E esse foi seu primeiro livro publicado, e já era magnífico.


Dados técnicos:
Título do livro: Quem é você, Alasca?
Escritor: John Green
Editora: Intrínseca

Sinopse: 
Miles Halter tem fascinação por últimas palavras que grandes pessoas disseram antes de morrer. Vive de devorar biografias. Mas está cansado de ter só isso para livrá-lo do tédio que é a vida com seus pais, na Flórida.  Em busca do que o poeta François Rabelais chamou em suas últimas palavras de o "Grande Talvez" , Miles sai de casa para ingressar na escola Culver Creek, um internato no Alabama. Muitas coisas o esperam lá, entre elas, Alasca Young. Inteligente, engraçada, louca e incrivelmente sexy, Alasca vai arrastar Miles para o seu labirinto e catapultá-lo sem misericórdia na direção do Grande Talvez.

Resenha:
O livro já pode ser resumido na capa, "Primeira cerveja, primeiro trote, primeiro amigo, primeiro amor, últimas palavras." de fato é sobre isso que o livro trata, mas se engana quem pensa que Quem é você, Alasca? é mais do mesmo sobre romance adolescente. A vida de Miles é um tanto quanto monótona morando com seus pais, ele não tem amigos, não é popular e desenvolveu um grande fascínio por últimas palavras, após ler muitas biografias do seu pai. Esses fatos tornam Miles um tanto peculiar, e ele decide que sua vida pode oferecer-lhe mais que isso, então faz as malas e sai da Florida para o ensolarado Alabama na maior busca da sua vida. 
Na Culver Creek, seu novo internato e sua nova casa Miles faz amizade com Chip Martin (Coronel) que é seu novo colega de quarto, por meio do qual conhece Alasca Young. Em meio a trotes memoráveis, bebidas, cigarros e conversas Miles se sente cada vez mais atraído por Alasca, que tem em seu livro favorito: O general em seu labirinto, de Gabriel Gárcia Márquez, a pergunta pela qual busca incessantemente uma resposta. "Como vou sair desse labirinto?" . Alasca é uma garota muito misteriosa e inteligente, propõe questionamentos sobre a vida, defende o direito das mulheres nessa sociedade patriarcal, é o gênio que planeja os maiores trotes da Culver Creek, e que ajuda a inciar seus amigos na vida amorosa. O que torna Alasca completamente interessante. Porém ela também é muito temperamental, imprevisível e impulsiva, não sendo de fácil convivência. 
Miles se apaixona aos poucos por Alasca, mas não é correspondido pois ela tem tem namorado e abomina a traição. Mesmo sem entendê-la, o impacto que ela causa em sua vida é inegável.
Miles frequenta as aulas e estudo arduamente para passar em todas as provas, aprende a quebrar algumas regras, tem o primeiro contato com  a bebida e o cigarro, faz amigos de verdade pela primeira vez, e tem sua primeira namorada. Os questionamentos sobre Alasca se tornam cada vez mais frequentes, e ela acaba o  envolvendo no grande labirinto da sua vida, labirinto para o qual ela ainda não tem resposta, e não encontrou a saída. 
É válido ressaltar a aula de religião que aparece em várias partes dos livros, oferecendo perguntais centrais sobre a vida, qual o sentido da vida, de que forma todos e tudo está envolvido intrinsecamente, o amor, a dor, o sofrimento e algumas outras questões que o livro levanta e que tem grande peso na vida dos personagens, porque a reflexão que eles desenvolvem, os levam as suas respostas. O livro também é dividido em antes e depois, o já deixa um ar misterioso desde o começo, mas eu não vou contar do que se trata porque seria um spoiler gravíssimo e eu não vou cometer esse pecado literário nessa resenha. 

Quotes :



"Saio em busca de um Grande Talvez"


"E naquele quase momento entre nós dois, eu percebi que me importava com ela, pelo menos um pouco. Não sei se gostava dela, e tinha minhas dúvidas quanto a confiar nela, mas me importava o bastante para tentar descobrir. Ela na minha cama, aqueles olhos verdes enormes me encarando. O mistério infindável do seu sorriso irônico, quase malicioso"


"Se as pessoas fossem chuva, eu seria garoa e ela um furacão"


"Todo mundo é arrastado pelas ondas para o fundo do mar - para onde em suma, todos nós iremos" 

 O que eu achei?
O livro é bem diferente do que eu imaginava, eu esperava um romance fofinho que fosse me fazer chorar com a intensidade do amor, como Ps eu te amo, Simplesmente acontece entre outros livros. Não foi o que aconteceu, seria simples demais para a genialidade de John Green. O livro é envolvente, eu queria muito saber o que aconteceria no depois, o que me levou a só largar o livro para dormir. As questões levantadas no livro são muito interessantes e realmente aplicáveis a vida. E como eu acredito que todos os livros que lemos fazem parte de nós, aprendi lições valiosas com esse também, entrou para a listinha dos meus preferidos.  O livro não fornece uma leitura chata, claro, como todo livro do John Green você tem que saber enxergar nas entrelinhas e pode desenvolver múltiplas interpretações para o que está vendo. Ele costuma deixar em aberto o desenrolar desses pensamentos, o que é instigante e estimulante para o leitor.
   

Avaliação:


Você pode comprar o livro clicando aqui.

Outra resenha do John Green: A culpa é das estrelas.

Então esse foi o post de hoje meus amores, espero que vocês tenham gostado e eu possa ter ajudado a incentivar você a começar uma nova leitura, e amar o John Green ( risos). Não esquece de deixar um comentário aqui em baixo com a sua opinião e seguir o blog se você gostar, para ficar sempre por dentro de tudo que está rolando de legal por aqui. Um beijo!






2 comentários:

  1. Parabéns pela análise, você faz um ótimo trabalho, dá gosto ver pessoas que se interessam tanto assim pela leitura independente do gênero.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo comentário Canal Hashtag e pelo elogio. Procuro fazer o meu melhor em todos os meus posts, e sim faço a louca dos livros, se dependesse de mim todas as pessoas do mundo também seriam viciados(as) em leitura. Beijos!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...